Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Textos de apoio das aulas do 8º Ano - I

Mäyjo, 26.02.09

Os textos que colocarei aqui à vossa disposição são aqueles que deram origem aos PowerPoint que irão ver nas próximas aulas, sobre as Áreas de fixação humana.

 

A DIFERENCIAÇÃO DOS LUGARES

Espaço ocupado de formas diferentes!

Nuns sítios… há muita gente, muitas casas, muitos automóveis... noutros... o verde ainda é a cor dominante!

 

No nosso planeta há áreas que:

·   exercem maior atracção sobre a população e onde, por isso, o valor da densidade populacional é mais elevado;

·   têm condições naturais adversas e aí os grupos humanos, pouco numerosos, fazem, por vezes, uma vida nómada.

 

Entre estes dois extremos de densidade populacional existem várias formas de fixação humana, mas as duas que habitualmente se consideram como mais significativas são:

·   As cidades, onde a grande concentração de pessoas condiciona a organização do espaço urbano; daí que, em todas elas, a paisagem urbana seja semelhante e fortemente marcada pela intervenção do Homem.

Cidade: aglomerado populacional de certa importância onde as pessoas se ocupam essencialmente na indústria, no comércio e nos serviços.

Paisagem urbana: organização do espaço correspondente às áreas ocupadas pelas cidades.

 

Independentemente da área onde se localiza a cidade, seja junto ao mar, à beira de um rio ou no sopé de uma montanha, ela apresenta:

ü      edifícios de vários andares

ü      ruas que se cruzam em várias direcções

ü      praças onde convergem várias ruas

ü      forte concentração e diversidade de actividades.

 

Campo: designação vulgarmente atribuída às áreas rurais onde a actividade predominante é a agricultura.

O campo que se caracteriza por:

• construções mais ou menos dispersas de um ou dois pisos, que formam as aldeias;

• predomínio das actividades ligadas à Natureza;

• aproveitamento turístico de determinados lugares;

• implantação de algumas indústrias.

Aldeia: pequeno aglomerado de casas, que podem formar um núcleo contínuo ou estar dispersas no meio da floresta ou dos terrenos agrícolas.

 

A paisagem rural,

Paisagem rural: organização do espaço correspondente a áreas onde predominam as actividades ligadas à agricultura, embora também existam actividades turísticas e algumas indústrias e onde estão inseridas povoações mais ou menos dispersas. Opõe-se ao espaço urbano.

característica do campo, ao contrário da paisagem urbana, pode apresentar aspectos muito diversificados, porque é sobretudo o reflexo das actividades dominantes:

• exploração florestal;

• criação de gado;

• agricultura;

que são fortemente condicionados pelos características naturais, em particular:

• relevo, que pode ser mais ou menos acidentado;

• clima.

 

Os power point das aulas do 9º Ano (continuação II)

Mäyjo, 11.02.09

Como chegar ao desenvolvimento

Sumário:

                Iniciativas que promovem o desenvolvimento

                A ajuda internacional aos países pobres.

 

Apesar das dificuldades é possível “gerar” desenvolvimento.

Medidas a aplicar pelos próprios PED:

          Implementar indústria com tecnologia própria (mais simples), recursos e mão-de-obra locais

          Cultivar espécies autóctones para consumo próprio e desenvolver técnicas de armazenagem (evitar importar), em vez de exportar, pois dá poucos lucros

          Apostar no turismo que gera empregos (em vez de esperar pelas multinacionais que exploram a mão-de-obra)

          Diminuir a fecundidade e não só a mortalidade (aumento mais lento da população)

          Aumentar o nível de instrução da população (proibir o trabalho infantil e diminuir o analfabetismo nos adultos)

          Permitir acesso igual de todos os grupos sociais aos serviços básicos: educação, saúde, água potável, saneamento básico

          Desenvolver os transportes e as comunicações (construir infra-estruturas que abranjam todas as regiões)

Com estas medidas, os ped vão conseguir:

          Gerar riqueza própria, aumentar o consumo, garantindo uma melhor qualidade de vida

          Diminuir a dependência relativa aos PD, evitando o endividamento (reembolso da dívida e juros)

 

Quando falham as iniciativas internas a solução tem que ser outra!

Por falta de condições ou iniciativas, alguns países têm necessidade de ajuda exterior que pode ser dada por diferentes grupos, de várias formas:

          Pelas ONG => orientação de projectos que melhoram as condições de vida das populações (OIKOS, AMI, Leigos para o Desenvolvimento…)

 

          Pelas instituições de crédito => (Banco Mundial e FMI) que apoiam em situações de emergência (guerras, catástrofes naturais) e por períodos longos ou outras instituições como a UNICEF, FAO…

          Voluntariado

          Tomada de posição de instituições ou do público, face a produtos vindos dos países mais pobres

Com estas medidas consegue-se:

          Suprir a falta de assistência médica

          Diminuir a falta de professores

          Melhorar as condições de habitação e a falta de higiene

          Atenuar a malnutrição e a subnutrição, ou mesmo matar a fome

Mas também há obstáculos:

          Deficientes meios de transporte (não chegam aos mais isolados e pobres)

          A ajuda nem sempre tem em conta as necessidades e características da população

          Muitos países doadores impõem condições (políticas e económicas)

          Interesses políticos desviam parte da ajuda para o armamento (corrupção)

Portugal manifesta solidariedade com outros povos de várias formas:

          Contribuindo para instituições que apoiam o desenvolvimento mundial

          Acolhendo imigrantes vindos de PED ou que atravessam crises económicas

          Colaborando em missões de paz no estrangeiro

 

Proposta de resolução do teste do 9º Ano - turma A e F

Mäyjo, 09.02.09

 

GEOGRAFIA

Proposta de correcção do 3º teste de avaliação 9º Ano

Teste 1 – Abril 2009

 

 

 

 

 

 

1.1- Taxa de alfabetismo, Despesas na saúde (em % do PIB), N° habitantes /médico, N° de jornais /100 habitantes…

1.2- Taxa de mortalidade Infantil – número de crianças que morrem com menos de um ano de idade em cada 1000 crianças que nascem, durante um ano.

Esperança Média de Vida – número médio de anos que uma pessoa tem probabilidade de viver.

1.3- Taxa de mortalidade Infantil – Exprime directamente a situação económica e social de um país, através da assistência médica, medicamentosa e higiene pré e pós-natal.

 

2.1-   

A:

Desenvolvido  

B:

Em desenvolvimento  

C:

muito desenvolvido

 

2.2-

A – Itália, França, Grécia…

 

B – Angola, Moçambique… (países africanos)

 

C – EUA, Alemanha, Suécia…

2.3-

A – Europa

B – África

 

               

 

3.1- Índice de desenvolvimento humano.

3.2- PIB/ hab; Esperança Média de Vida (EMV); taxa de alfabetização.

3.3- Portugal é um país com IDH elevado pois está (comparativamente aos restantes da tabela) mais próximo dos primeiros, muito acima do meio da tabela.

 

4.1- Porque a riqueza pode não ser aplicada de modo a melhorara a vida de todas as pessoas e apenas de forma a gerar mais dinheiro.

 

5.1-

Meninos

País

Continente

Educação

Esperança de vida

Tom

Suécia

Europa

Plena

80 anos

Bo

Serra Leoa

África

Ausência

40 anos

 

5.2- O Tom tem uma boa condição de vida e tem acesso a tudo o que deseja; o Bo tem grandes dificuldades de vida e difícil acesso aos bens essenciais. (Podiam ser referidas diferenças relativas a: esperança de vida, alimentação/peso, condições de vida/habitação, escolaridade, rendimento…)

 

6.1- O crescimento económico é inferior ao crescimento demográfico.

6.2- A África e a Ásia do Sul.

6.3- A acção pela qual as pessoas compram e utilizam os bens e serviços que existem no mercado.

6.4- Existe a capacidade de o indivíduo seleccionar e ter acesso a todos os bens e serviços que lhe são indispensáveis.

 

Mensagem para os meus amigos ... neste espaço e não só!

Mäyjo, 08.02.09

Estava a surfar por este imenso mar de informação quando me deparei com esta mensagem e não consegui resistir a colocá-la aqui.

Dedico-a aos meus amigos, que visitam este espaço com tanto carinho e dedicação.

A eles o meu obrigado! Eles fazem com que valha a pena manter este espaço vivo.

 

 

in: calzynha.flogbrasil.terra.com.br

Pág. 1/3